Page 2 - ebook_altas_habilidades_encorajando_potenciais
P. 2

O CURSO





                                                                                       O  curso, criado no ano de 2005, com a finalidade de oportunizar a
                                                                                     formação de profissionais para atuarem como Tradutores, Intérpretes e
                                                                                     como Docentes em LIBRAS – Língua Brasileira de Sinais  -  nos
                                                                                     diferentes espaços da sociedade brasileira.
                                                                                       Desde a sua criação, o curso tem contribuído para a aprendizagem, o uso
                                                                                     e a difusão de  LIBRAS, promovendo a qualificação de profissionais e
                                                                                     ampliando a sua inserção no mercado de trabalho. Além de atender aos
                                                                                     objetivos da legislação vigente, que reconhece a LIBRAS como a língua
                                                                                     materna do surdo, o curso contribui para a eliminação  de barreiras da
                                                                                     comunicação, possibilitando a inclusão das pessoas surdas no meio social,
                                                                                     garantindo-lhes direitos de cidadania e atenção às suas necessidades
                                                                                     básicas e ao acesso à educação de qualidade.
                                                                                       O  Tradutor e Intérprete de LIBRAS constitui-se como referência
                                                                                     profissional para garantir a acessibilidade da pessoa surda, daí a importância
                                                                                     de que muitas pessoas, dos mais diversos segmentos, tenham o domínio da
                                                                                     Língua Brasileira de Sinais, não restringindo o seu uso e entendimento
                                                                                     aos espaços educacionais, mas que a comunicação se torne uma realidade
                                                                                     em diferentes situações da vida em sociedade.  Já o prossional Docente
                                                                                     tem a atribuição de garantir a aprendizagem da Língua de Sinais não só para
                                                                                     as pessoas surdas como também para as ouvintes, cumprindo a função
                                                                                     social de difundir o uso da língua.
                                                                                       A partir da promulgação do Decreto Federal nº. 5626/2005, todas as
                                                                                     escolas e Universidades do País têm a obrigação legal de oferecer Língua
                                                                                     Brasileira de Sinais como disciplina obrigatória em todos os cursos de
                                                                                     formação de professores e nos cursos de fonoaudiologia. O mesmo Decreto
                                                                                     assegura que todo o aluno surdo tem direito a um intérprete.
                                                                                       Atualmente, as instituições estão em fase de organização para atender o
                                                                                     que  determina  o Decreto,  configurando  abertura  de novas  frentes  de
                                                                                     trabalho para os profissionais docentes e intérpretes de LIBRAS.
                                                                                       Cabe ainda reforçar a enorme carência de profissionais  Tradutores,
                                                                                     Intérpretes e Docentes de LIBRAS no mercado de trabalho, onde poucos
                                                                                     dominam a língua e, desses, um número muito reduzido encontra-se
                                                                                     qualificado profissionalmente.
   1   2   3   4   5